Notícias

Uma mesa fortalece uma comunidade inteira

Uma mesa fortalece uma comunidade inteira

Uma mesa fortalece uma comunidade inteira

Ação nos EUA quer reunir pessoas em jantares compartilhados para fortalecer vínculos. 

Sentar em volta da mesa e compartilhar uma refeição é uma tradição milenar que aproxima as pessoas. O ativista de direitos civis norte-americano, Cesar Chavez, resumiu bem essa prática tão comum, mas que a importância podemos esquecer, diante da correria da vida moderna: “Se você realmente quer fazer um amigo, vá até a casa de alguém e coma com ele. As pessoas que lhe dão sua comida dão seu coração” (tradução livre).

Partindo dessa ideia, a Real Food Media, organização que estimula a alimentação saudável nos Estados Unidos, criou a campanha ‘Dia dos Jantares’. O objetivo é engajar pessoas de diferentes lugares do país a abrirem suas casas no dia 25 de junho para amigos, familiares, desconhecidos e, assim, construírem juntos uma comunidade durante o jantar e que perdure para além dele.

As pessoas que moram nos Estados Unidos podem se inscrever no site da campanha como anfitrião ou convidado. Aos convidados sugere-se levar um prato e contribuir com a refeição, mas o mais importante é oferecer uma boa conversa e interação farta para que, ao final, as pessoas tenham criado ou fortalecido laços.

Veja também:
– ‘Semana sem Telas’: veja dicas para diminuir o uso
– Nova decisão do STJ ratifica que publicidade dirigida para criança é ilegal
– Alana estará presente na próxima gestão do Consea

Aqui no Brasil, essa ideia pode servir de inspiração. Repensar a maneira como estamos fazendo nossas refeições é um exercício importante para aumentar a qualidade de vida. Vale a pena se perguntar com quem estamos compartilhando este momento e em que situação: em casa ou no restaurante? A comida foi produzida de forma coletiva ou comprada? Comer junto e compartilhar é uma das formas de reconhecer o outro como alguém próximo e oferecer cuidado e carinho. Que tal organizar um jantar compartilhado nos próximos dias?

Vale lembrar que refeições tranquilas, com alimentos regionais e frescos contribui também para a saúde e bem-estar. Para as crianças, hábitos saudáveis ajudam a evitar a obesidade infantil e doenças decorrentes. Procure envolver as crianças neste processo de valorizar o tempo junto na hora da refeição e evite os celulares, tablets e televisores que tiram a atenção.

Se quiser saber mais, desenvolvemos aqui dicas de como reduzir o estímulo ao consumo de junk food. Uma outra sugestão para se aprofundar no tema é o filme ‘Fonte da Juventude’, que faz um mergulho no ambiente alimentar do Brasil e propõe um diálogo entre a academia, o setor público, empresas, associações e famílias sobre o alimento do campo à mesa. Acesse o VIDEOCAMP e organize uma exibição pública.

Foto: Via Flickr

X