Notícias

Publicidade de cigarros para menores?

Publicidade de cigarros para menores?

Publicidade de cigarros para menores?

Pesquisa mostra que ações de marketing de cigarros atingem crianças de 5 e 6 anos: quase 70% do público infantil reconhece alguma marca da droga.

Embora as empresas de tabaco insistam em afirmar que a publicidade de seus produtos em pontos de venda – junto com balas, chocolates e chicletes – não tenha como foco menores de 18 anos, pesquisas vêm mostrando que as crianças são bastante afetadas por elas.

Um novo estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, mostrou que 68% das mais de duas mil crianças de 5 e 6 anos entrevistadas reconheciam ao menos uma marca de cigarro.

A pesquisa foi realizada nos seis países com o maior número de adultos fumantes, entre eles o Brasil. Aqui, das 398 crianças entrevistadas, 59% reconheceram alguma das marcas apresentadas. Nesse aspecto, as embalagens com cores e logotipos marcantes são uma das principais estratégias ainda utilizadas pela indústria tabagista e, por isso mesmo, elas são vistas negativamente pela população.

Outra pesquisa realizada esse ano no Brasil, mostrou que metade dos entrevistados (fumantes e não fumantes) é favorável à adoção de embalagens “genéricas” de cigarros, sem logos e desenhos, todas com a mesma cor – prática já adotada em países como Canadá, Tailândia, Irlanda, Austrália e Inglaterra e que ajuda a combater o tabagismo entre crianças e jovens.

O estudo da Johns Hopkins ressalta a necessidade de medidas mais eficazes para limitar o impacto da publicidade dos fabricantes de cigarro nas crianças, já que a exposição das marcas juntos com outras delícias desejadas pelos pequenos, estão associadas ao aumento da probalidade de começar a fumar. Em 2010, uma pesquisa do Datafolha, mostrou ainda que 70% dos pontos de venda de tabaco ficam em até três quadras de escolas – e em 66% dos estabelecimentos a propaganda está visível as crianças e jovens.

Arte: #LimiteTabaco/ACTBr

X