Notícias

Mattel é vencedora do Prêmio Manipuladora – Dia das Crianças 2011

Mattel é vencedora do Prêmio Manipuladora – Dia das Crianças 2011

Mattel é vencedora do Prêmio Manipuladora – Dia das Crianças 2011

Cerca de cerca de 20 mães, pais, profissionais e ativistas preocupados com o futuro da infância realizaram um protesto em frente à sede da Mattel em São Paulo. O protesto foi motivado pelos dados alarmantes apontados pela pesquisa “Monitoramento de publicidade de produtos e serviços destinada a crianças”, resultado de uma parceria do Instituto Alana com o Observatório de Mídia da Universidade Federal do Espírito Santo.

A Mattel foi a empresa que mais anunciou para as crianças, com uma quantidade absurda de aproximadamente 8.900 anúncios veiculados nas duas semanas que antecederam o Dia das Crianças. Por isso, recebeu nossa “homenagem às avessas”, que estávamos lá na frente do prédio prontos para entregar o troféu “Vencedora do Prêmio Manipuladora – Dias das Crianças 2011”. Ninguém da empresa quis descer para nos receber e conversar. Mas fizeram um convite muito do estranho, ao determinar que só receberiam um integrante do Alana e um repórter entre os jornalistas que cobriam a ação. Proposta meio indecente, não é não?

Brincadeiras à parte, o importante dessa nossa primeira ação em frente a uma empresa é que fez com que as pessoas pensassem a respeito do problema. Dos executivos que saíam ou voltavam para o prédio comercial ao policial que foi chamado para averiguar o que era o protesto, muitos têm filhos, sobrinhos, netos e uma história para contar sobre os pedidos incessantes de crianças para o consumo.

Não há dúvidas de que o consumismo infantil e seus impactos são problemas multifatoriais e extremamente complexos. Mas também estamos certos de que as empresas não estão agindo de forma ética e de que é urgente estabelecer regras para proteger as crianças dos apelos para o consumo. É preciso dar aos nossos pequenos o direito de assistir a um desenho que eles gostem sem ter que pagar a conta mais cara de todas, que é ver uma geração inteira crescer acreditando que é preciso ter para ser.

Veja as fotos do protesto aqui.

Assista ao vídeo do protesto:

Texto publicado originalmente no blog Consumismo e Infância.

Publicado em
X