Notícias

Congresso Mundial destaca mercantilização da infância como grande risco

Congresso Mundial destaca mercantilização da infância como grande risco

Realizado na Argentina, Congresso Mundial pelos Direitos da Infância e da Adolescência celebra avanços mas destaca que ainda há muito a ser feito para garantir proteção integral a esse público – entre os pontos de atenção, o incentivo ao consumismo infantil

Mais de 10 mil pessoas, de 30 países diferentes, se reuniram no último mês de outubro em San Juan, na Argentina, para participar do “V Congresso Mundial pelos Direitos da Infância e da Adolescência”. Foram quatro dias de debates, palestras e muitas trocas sobre as diferentes visões da infância e da adolescência e os desafios para garantir a proteção integral às crianças em todo o mundo.

As apresentações estão disponíveis no site do Congresso, assim como o Manifesto de San Juan, documento final elaborado a partir dos temas abordados no evento. O manifesto, apesar de celebrar os avanços globais, deixa claro que ainda existe muito a ser feito – entre os pontos destacados está o risco de mercantilização da infância, com exploração da publicidade dirigida ao público infantil e incentivo ao consumismo.

Muito foi discutido sobre a possibilidade do uso de mídias eletrônicas para educar de forma responsável, propondo por exemplo o uso de canais de televisão infantil comprometidos com o desenvolvimento integral da infância. Na Argentina, o canal estatal Pakapaka foi mencionado como inspiração a ser acompanhada.

Pedro Hartung, assessor da área de Defesa do Instituto Alana, participou do Congresso. O artigo que produziu, em conjunto com Isabella Henriques e Lais Fontenelle, sobre a prioridade absoluta das crianças na realidade brasileira, fará parte da publicação oficial do Congresso, a ser disponibilizada em breve no próprio site do evento.

Publicado em
X