Notícias

Comidas não saudáveis, o novo cigarro?

Comidas não saudáveis, o novo cigarro?

Comidas não saudáveis, o novo cigarro?

A Consumers International (CI), organização que reúne 240 instituições de defesa do consumidor em 120 países, dentre elas o Instituto Alana, e a World Obesity Federation (WOF), representada por mais de 50 associações sobre a obesidade, lançaram o documento “Recomendações para uma Convenção Global para proteção e promoção de dietas saudáveis”, na Assembleia Mundial da Saúde, principal órgão decisório da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O documento pretende convocar a comunidade internacional para que se chegue a uma Convenção Global de combate a doenças relacionadas à alimentação, da mesma maneira que aconteceu com o tabaco. Dietas não saudáveis já aparecem à frente do cigarro no ranking de causas globais de Doenças Crônicas não-transmissíveis (DCNT) e passíveis de prevenção.

Para as entidades, os governos de cada país devem enfrentar os interesses corporativos para vencer a crise de obesidade. Deveria haver, segundo o documento, um tratado mundial para reverter maus hábitos alimentares, com uma série de medidas políticas destinadas a ajudar os consumidores a tomar decisões mais saudáveis do ponto de vista alimentar.

Estas medidas passam por controles sobre a comercialização de alimentos, melhor informação nutricional nas embalagens, elevação na qualidade dos alimentos fornecidos em instituições públicas e instrumentos econômicos para influenciar os padrões de consumo.

Foto: Simon R. Rowell

X