9 empresas – Publicidade infantil em canais de Youtubers Mirins (agosto/2021)

9 empresas – Publicidade infantil em canais de Youtubers Mirins (agosto/2021)

Atuação do Criança e Consumo

Dentro do seu âmbito de atuação, o programa Criança e Consumo constatou a prática de publicidade abusiva, consistente no desenvolvimento de estratégias de comunicação mercadológica direcionadas diretamente a crianças realizadas pelas empresas Sunny Brinquedos, Hasbro, Ri Happy, Xplast, DTC Trading, Fun, Criamigos, Compactor e Stabilo.

As ações consistiram na utilização de canais de crianças na plataforma YouTube, para a divulgação de produtos, promoções e serviços, no caso brinquedos e materiais escolares.

Em geral, as empresas enviam seus produtos para que as crianças realizem a divulgação nos seus canais. Como são crianças falando diretamente com outras crianças, o processo de identificação cumpre de maneira ainda mais efetiva o objetivo das empresas de desenvolver desejos consumistas nos pequenos, de forma claramente abusiva.

Assim, considerou-se que as empresas exerceram prática abusiva e ilegal, pois aproveitam-se da vulnerabilidade das crianças youtubers e das crianças espectadoras para alavancar as vendas de seus produtos.

Em face do exposto, o Instituto Alana, por meio de seu programa Criança e Consumo, enviou, em 23.8.2021, Representação ao Ministério Público do Estado da Bahia, elencando todas as evidências da prática de direcionamento de comunicação mercadológica a crianças, pelas empresas denunciadas.

O Criança e Consumo continuará acompanhando os desdobramentos do caso.

 

Arquivos relacionados:

Atuação do Criança e Consumo

23.8.2021 – Representação enviada ao Ministério Público da Bahia

X