Notícias

Tirol é condenada por publicidade em escolas

Tirol é condenada por publicidade em escolas

Tirol é condenada por publicidade em escolas

A Justiça de Santa Catarina determinou que a empresa de laticínios Tirol retire todas as referências à marca Tirolzinho das escolas que receberam ações da empresa. Entre 2014 e 2017, a empresa realizou o Projeto Tirolzinho Transforma que, por meio de concurso pretensamente educativo, direcionava publicidade dos produtos da marca para crianças em mais de 200 escolas no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A decisão se deu no âmbito da ação civil pública proposta pelo Ministério Público do estado, em janeiro de 2018.

Além de determinar a retirada dos elementos da campanha das escolas participantes, a Justiça ordenou que a marca não faça quaisquer tipos de concursos ou peças teatrais com apelo comercial em escolas de Santa Catarina, sob pena de multa no valor de R$ 50 mil. Além de fazer a denúncia inicial, o Instituto Alana, por meio do programa Criança e Consumo, atuou como amicus curiae no caso. Na sentença, publicada dia 6, o juiz João Batista Moré afirma que “fica evidente a realização de marketing disfarçado de projeto social, direcionado diretamente a crianças na faixa etária de sete a nove anos, que não têm discernimento e maturidade para analisar a situação”.

“Apesar do discurso de apoio educacional e de sustentabilidade, quando empresas entram nas escolas, com ações publicitárias que falam diretamente com estudantes, a intenção é conquistar novos consumidores e fazer das crianças suas promotoras de vendas. A decisão da Justiça de Santa Catarina reforça o entendimento de que as crianças precisam ser protegidas dos apelos comerciais em todos os espaços”, avalia Livia Cattaruzzi, advogada do programa Criança e Consumo.

A empresa ainda pode recorrer da decisão, o Criança e Consumo segue acompanhando o caso.

Em 13.5.2019, a empresa Tirol enviou comunicado ao programa Criança e Consumo, informando que ainda não foi intimada da decisão da Justiça de Santa Catarina, de modo que desconhece o resultado do processo. Ainda, reiterou a seriedade da iniciativa ‘Tirolzinho Transforma’ e afirmou que pretende recorrer de eventual decisão. O Criança e Consumo apresentou resposta ao comunicado no dia 14, elucidando que a divulgação foi iniciada após a publicação da decisão, certificada no processo no dia 3.5.2019.

 

X