Notícias

Nestlé é notificada por programa ‘Crianças mais saudáveis’

Nestlé é notificada por programa ‘Crianças mais saudáveis’

Nestlé é notificada por programa ‘Crianças mais saudáveis’

Criança e Consumo pede informações e apresenta preocupação quanto ao impacto de eventuais estratégias de comunicação mercadológica para crianças no ambiente escolar

 

No último dia 2, o Criança e Consumo enviou notificação à empresa Nestlé Brasil Ltda. e à Fundação Nestlé, pedindo esclarecimentos sobre o programa ‘Crianças Mais Saudáveis’. Lançado em abril de 2018, a iniciativa, voltada a professores do Ensino Fundamental I e II de escolas da rede pública municipal e estadual de São Paulo e Bahia, contou com duas frentes principais: um prêmio para educadores e uma plataforma com conteúdo online de capacitação.

 

De acordo com o documento, apesar de o programa se basear em ações de educação alimentar e hábitos saudáveis, é possível que seu interesse principal não seja educativo, mas, sim, comercial. “Diante disso, vem expressar sua preocupação com o programa Crianças Mais Saudáveis em relação a possíveis impactos no currículo das escolas e porque os projetos premiados, inevitavelmente, alcançam os alunos de alguma maneira, ainda que produtos e marcas não sejam apresentados diretamente às crianças”, indica o documento.

 

“Não é justo, não é ético, nem, tampouco, lícito, utilizar o ambiente escolar como local de promoção de produtos”, afirma o texto. “A entrada de empresas comerciais externas ao cotidiano dos pequenos pela via da comunicação mercadológica prejudica a autonomia político-pedagógica dos estabelecimentos de ensino e impede que as crianças sejam capazes de diferenciar o momento de aprendizagem da comunicação mercadológica realizada”, complementa.

 

Na notificação são solicitadas informações, por exemplo, a respeito da inserção de propostas do programa no currículo escolar, se há distribuição de produtos da marca, entre outras. Além disso, o Criança e Consumo  apresenta sua preocupação quanto ao impacto de ações de natureza publicitária causado às crianças no ambiente escolar.

 

No dia 13 de agosto, a Nestlé respondeu à notificação  do Criança e Consumo informando que, no âmbito do ‘Crianças Mais Saudáveis’ não há exposição da marca, apenas do logo do programa e que não há distribuição de brindes para as crianças. No texto de esclarecimentos, a Nestlé reforçou o compromisso em não fazer publicidade em escolas ou em meios de comunicação com audiência infantil relevante de produtos que tenham critérios nutricionais inadequados, de acordo com o Compromisso Pela Publicidade Responsável, assinado pela companhia, em 2016.

 

A empresa ainda apresentou os projetos – desenvolvidos por professores – selecionados pelo programa ‘Crianças Mais Saudáveis’, em esforço de demonstrar que não há intenção de realização de publicidade a crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X