Notícias

Ministério Público pede retirada de vídeos do Youtube por publicidade infantil

Ministério Público pede retirada de vídeos do Youtube por publicidade infantil

Ministério Público pede retirada de vídeos do Youtube por publicidade infantil

Em dezembro, o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) ajuizou Ação Civil Pública contra o Google, empresa dona do Youtube, pedindo a retirada de vídeos publicados em canais de influenciadores mirins, em razão de publicidade infantil velada. Ao todo, foram citados 105 vídeos de sete canais.

Além da retirada dos vídeos, a ação pede também que o Google adote medidas de vigilância e de padrão de uso para impedir a utilização do Youtube para publicidade infantil.

“Quando a Constituição Federal estabelece que a proteção dos direitos das crianças é dever compartilhado entre Estado, famílias e sociedade, está dado que é também responsabilidade das empresas, nesse caso do Google,  zelar pela infância, inclusive nas relações de consumo e frente à abusividade da publicidade infantil”, explica a advogada do Criança e Consumo, Livia Cattaruzzi.

A ação é fruto de três denúncias feitas pelo Criança e Consumo entre 2015 e 2017. Contra o McDonald’s e outras 15 empresas que enviaram produtos para influenciadores mirins promoverem nas redes sociais; e contra a Mattel, que fez parceria com o canal de uma youtuber infantil para a divulgação da promoção ‘Você Youtuber Escola Monster High’.

O Criança e Consumo  segue acompanhando os desdobramentos do caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X