Notícias

10 anos de Criança e Consumo

10 anos de Criança e Consumo

10 anos de Criança e Consumo

O projeto, do Instituto Alana, completa uma década de atuação.

O ano de 2016 poderia ser mais um na vida do Criança e Consumo, com desafios, conquistas, realizações, conversas e luta. Mas, além disso tudo, que a equipe já trabalha todos os dias para acontecer, 2016 é um marco para o Projeto: é o ano em que completa dez anos de atuação. Um momento para rever o passado, analisar seu percurso e planejar o futuro.

Se há 10 anos o consumismo infantil e a discussão da regulação da publicidade dirigida às crianças eram temas áridos, com poucas referências, agora o assunto está em pauta nas universidades, em diferentes órgãos estatais, nas famílias e em novas organizações que nasceram durante esta década para falar do assunto, como o Milc (Movimento Infância Livre de Consumismo) de mães blogueiras e a Rebrinc (Rede Brasileira Infância e Consumo) que reúne diversas pessoas interessadas no tema.

Na última década o debate sobre o consumismo infantil foi conquistando espaço na agenda nacional. Em 2014 o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi a regulação da publicidade dirigida as crianças, apresentando o assunto para quase 9 milhões de estudantes. Em 2014 assistimos também a publicação no Diário Oficial da Resolução 163 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescentes (Conanda), que reforça a abusividade e ilegalidade da publicidade direcionada para crianças; e ao longo dos anos cada vez mais empresas assumiram compromissos de não anunciar para crianças.

Nesse momento comemorativo e de reflexão sobre nossa atuação, temos a certeza que o Criança e Consumo firmou sua bandeira pelo fim da publicidade dirigida à criança e segue trabalhando para ampliar o debate sobre consumismo infantil e seus impactos sociais, ambientais e econômicos nos mais diferentes âmbitos e regiões do país fazendo valer os direitos de nossas crianças.

Vida longa ao Criança e Consumo e que venham os próximos desafios!

 Veja também:
– Dicas de educação financeira para minimizar o consumismo infantil
– Com linha Carrossel, Tirol dirige publicidade à criança
– Os direitos das crianças devem ser respeitados na publicidade!

 

Publicado em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X