Seção principal do site.

Biblioteca

 

  • Tipo de publicação

  • Tema

  • Ordenar


Bela Gil comemora vitória do Criança e Consumo no STJ

Bela Gil, chefe de cozinha e apresentadora, comemora a vitória do Criança e Consumo em evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Apresentação Criança e Consumo (FIAN Colômbia)

Apresentação realizada pela coordenadora do Criança e Consumo, Ekaterine Karageorgiadis, em evento organizado pela FIAN Colombia, em Bogotá.

Apresentação Criança e Consumo (PUCRS)

Apresentação realizada pela advogada do Criança e Consumo, Ekaterine Karageorgiadis, em evento organizado pelo Grupo de Pesquisa em Direito do Consumido PUCRS.

Apresentação Criança e Consumo (ABIR)

Apresentação realizada pela diretora de Advocacy do Alana, Isabella Heinriques, em um evento interno da Associação Brasileira da Indústria de Refrigerantes (ABIR).

A TV e as violências cotidianas

O tipo de comunicação de massa presente na TV brasileira hoje ajuda a naturalizar as violências cotidianas nas periferias.

Preservar o diálogo é o grande desafio

O Criança e Consumo realizou um evento para que jovens envolvidos na produção da reportagem Identidade Parcelada compartilhassem experiências durante o processo de elaboração.

Derechos sin Interferencias: La histórica decisión del Superior Tribunal de Justicia sobre publicidad de alimentos dirigida a los niños

La publicación celebra un año a partir de la decisión del STJ primer precedente que considera abusiva la publicidad de alimentos dirigida al público infantil.

Rights Without Noise: The historic Superior Court of Justice ruling on food advertising directed at children

The publication celebrates one year of the decision of the first precedent of the STJ that considers food advertising aimed at children is abusive.

Direitos Sem Ruído: A histórica decisão do STJ sobre publicidade de alimentos dirigida à criança

A publicação celebra um ano da decisão do primeiro precedente do STJ que considera abusiva a publicidade de alimentos dirigida ao público infantil.

Quais os limites do consumo como direito ou imposição?

Nesse vídeo apresentamos o questionamento sobre os limites do consumo como direito, imposição ou empoderamento.

Quanto nós ainda vamos continuar numa cultura do ter?

O quanto nós ainda vamos continuar numa cultura de precisar ter para ser alguma coisa?

O direito de ser autêntico ainda existe?

O direito de ser autêntico ainda existe no mundo do consumo padronizado? Os jovens consomem para serem iguais (ao padrão) ou diferentes entre si?

Vamos problematizar os estímulos ao consumo?

Empoderamento está atrelado ao acesso à informação. Vamos problematizar os estímulos ao consumo?

Levantamento bibliográfico: Gênero e Publicidade Infantil

Este documento tem apresenta os resultados de levantamento de publicações dos últimos dez anos que discutam a relação entre gênero, infância e publicidade.

Relatório Sobre o Impacto do Marketing na Fruição dos Direitos Culturais

Farida Shaheed, relatora especial da ONU, produziu um diagnóstico da influência do marketing sobre a fruição dos Direitos Culturais.

Resumo comentado do livro ‘Um mundo de princesas e super-heróis: representações de gênero em encarte publicitário’

O trabalho apresenta uma reflexão acerca das imagens estereotipadas associadas aos gêneros masculino e feminino difundidas pela publicidade direcionada à criança.

Revista Conceito Jurídico n° 3: A publicidade infantil e as liberdades de criação, expressão de informação

A revista reúne artigos e entrevistas que tangenciam - entre outros temas - a questão da publicidade voltada para crianças.

Publicidade direcionada a crianças e adolescentes: abuso de direito e prática abusiva; responsabilidade solidária entre fornecedores, agências de publicidade e meios de comunicação

O artigo aborda a publicidade direcionada a crianças refletindo não apenas um debate jurídico, mas também sobre um modelo de sociedade.

Resumo comentado do livro “Um mundo de princesas e super-heróis: representações de gênero em encarte publicitário

O presente trabalho apresenta uma reflexão acerca das imagens estereotipadas associadas aos gêneros masculino e feminino difundidas pela publicidade direcionada à criança.


X