Vigor – Iogurte Vigor Grego Kids (abril/2015)

Dentro do seu âmbito de atuação, o Projeto Criança e Consumo constatou prática de publicidade abusiva, consistente no desenvolvimento de estratégias de comunicação mercadológica direcionadas diretamente a crianças, em vários meios e suportes de mídia, realizada pela empresa Vigor, para a promoção de seus produtos da linha Vigor Grego Kids.

A linha de iogurtes Vigor Grego foi lançada em 2012 pela empresa, inaugurando no mercado nacional uma nova categoria de iogurtes à semelhança do que já acontecia na Europa e Estados Unidos. Em 2014, buscando ampliar seu mercado consumidor, a Vigor lançou o produto para o segmento infantil: o Vigor Grego Kids.

Recentemente, com o escopo de aumentar as vendas do iogurte kids, a empresa firmou parceria com o Walt Disney Studios para patrocinar a exibição no Brasil da série Star War Rebels, animação transmitida nos canais Disney Channel e Disney XD. Por meio dessa parceira, a empresa desenvolveu a promoção Star Wars Rebels do Vigor Grego Kids que consiste no lançamento, pela Vigor, de um jogo de realidade aumentada com as personagens da animação, desenvolvido para celulares e tablets.  Para conseguir  ter acesso ao game, é necessário adquirir uma caixa do iogurte Vigor Grego Kids, cuja embalagem contém cartas colecionáveis das personagens da série Star Wars Rebels, que funcionam como chave de entrada para o jogo desenvolvido.

Para dar visibilidade à nova promoção, a empresa desenvolveu comercial televisivo veiculado nos canais Disney Channel e Disney XD. A peça publicitária tem como foco principal a apresentação do jogo às crianças, juntamente com o produto, contando com a alternância de trechos do desenho e imagens do iogurte Vigor Grego Kids.

Diante do exposto, em 6.4.2015, o Instituto Alana, por meio de seu Projeto Criança e Consumo, enviou representação à Fundação Procon de São Paulo, a fim de que a empresa cesse com tal abusividade e ilegalidade, deixe de realizar ações semelhantes, bem como repare os danos já causados às crianças de todo o país.

O Projeto Criança e Consumo segue acompanhando o caso.

 

Arquivos Relacionados:

6.4.2015 – Representação encaminhada pelo Projeto Criança e Consumo à Fundação Procon do Estado de São Paulo 

 

 

X