Banco Itaú S.A. – Galerinha do Futuro (outubro/2008)

O Banco Itaú S.A. e Itaú Vida e Previdência S.A., com o objetivo de divulgar o plano de previdência ‘First Flexprev Itaú’, realizou comunicação mercadológica dirigida às crianças, na forma da ação promocional denominada ‘Galerinha da Turma’, promovendo inclusive o plano de previdência no site da empresa, tendo como principal atrativo a distribuição de 4 bonecos infantis (toyarts) mediante a aquisição da caderneta de poupança.

Verificou-se tratar-se de estratégia de marketing abusiva, pelo seu direcionamento às crianças e pela indução ao ingresso precoce da criança em um universo adulto, chamando sua atenção para produtos não pertinentes a sua fase de desenvolvimento. A campanha também contribuía para transformar as crianças em promotoras de vendas, pois com os bonecos atrativos aos pequenos, estes eram induzidos a solicitar aos pais que adquirissem a caderneta de poupança. Por fim, nota-se a clara intenção de se fidelizar uma determinada marca, desde a infância.

Em razão da constatação de tantas abusividades, o Instituto Alana, por meio do Projeto Criança e Consumo, em 23.10.2008 promoveu Notificação às empresas solicitando-se que cessassem a questionada promoção. Em 18.11.2008 o Banco Itaú S.A. endereçou resposta a esse Instituto, argumentando que todo marketing realizado tinha como objetivo a educação e o planejamento financeiro. Em vista dos esclarecimentos prestados pela empresa, o Projeto Criança e Consumo deu o caso por encerrado.

Arquivos Relacionados:

23.10.2008 – Notificação encaminhada pelo Projeto Criança e Consumo à empresa Banco Itaú S.A. 

18.11.2008 – Resposta encaminhada pela empresa Banco Itaú S.A. ao Projeto Criança e Consumo 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *